sábado, 15 de agosto de 2015

A mulher por Carol Rossetti

Olá queens, como vocês estão? Espero que muito bem! HAHA’ Deixa eu perguntar: você já ouviu falar da Carol Rossetti? Se sim, parabéns; caso contrário, eu conto quem ela é. Carol Rossetti é uma designer e ilustradora brasileira – agora também é autora do livro “Mulheres” – e que ganhou fama no Facebook por suas ilustrações com textos rápidos e claros sobre os direitos da mulher. Sim, Carol Rossetti é uma feminista assumida, como a própria página dela diz.
Não sei dizer ao certo quando foi a primeira vez que vi uma ilustração da Carol circulando pelo Facebook, mas sei que fiquei extremamente admirada com a maneira que esta artista trata os direitos simples de toda mulher pelo mundo. Temas como aborto, opção sexual, direito e ir e vir, e até a vestimenta de uma mulher que causa tanta polemica a Carol Rossetti abordou em suas ilustrações.
E suas ilustrações transmitem cada sentimento que a mulher sente quando ouve e passa por determinada situação. E o melhor de tudo, cada ilustração tem um nome e nomes comuns como Maria, Ana, Clara, Madalena, Júlia, entre tantos outros e cada mulher representa o que todas nós já passamos alguma vez na vida.

Carol Rossetti é designer, ilustradora e feminista, e deixa isso bem claro em todas as suas ilustrações;
Quando observamos, lemos e refletimos sobre essas pequenas e simples ilustrações de Rossetti, percebemos o quão importante é a luta do feminismo e que ele nunca, jamais, irá ditar regras sobre o corpo da mulher. Pelo contrário, o feminismo busca essa liberdade de podermos ser mulher sem a sociedade nos julgar.
Ilustrações que deveriam servir como um verdadeiro “tapa na cara” dos machistas que acreditam que mulher é um mero objeto, que só consegue as coisas por ser bonita ou “por pena”, que é abusada porque quer.
E se eu tinha dúvidas se eu era feminista, depois de conhecer o trabalho da Carol Rossetti elas acabaram, porque eu sou feminista. Tenho o direito de pensar o que quiser, como quiser e quando quiser, porque eu sou dona de mim e nenhum homem deve dizer o que eu tenho que fazer ou não. Na verdade, ninguém deve.


Se interessou pelo belíssimo trabalho da Carol Rosseti? Então acessa lá o site da Carol e a página no Facebook. Ah! Você também pode comprar o livro “Mulheres – Retratos de respeito, amor-próprio, direitos e dignidade” nas livrarias do Brasil. Corre lá!
Espero que tenham gostado de rápido e curto post. Até o próximo!